Economia

Sem apoio para taxar benefício, governo põe R$ 1,5 bi em programa de emprego

Na tentativa de enterrar a polêmica em torno da taxação do seguro-desemprego, o governo negociou com parlamentares a criação de uma verba de R$ 1,5 bilhão no Orçamento de 2020 para bancar os subsídios que serão dados às empresas na contratação de jovens a partir de 1º de janeiro.

A medida consta da peça orçamentária aprovada ontem no Congresso. O relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), disse que a inclusão atendeu a pedido do Ministério da Economia. "A ação, que era de despesas, foi proposta pelo secretário Rogério Marinho (Previdência e Trabalho)", Pelo chamado contrato Verde Amarelo, a empresa é incentivada a contratar jovens de 18 a 29 anos em busca do primeiro emprego. Em troca, fica livre de pagar contribuições sobre os salários e recolhe menos FGTS (2%, em vez de 8% num contrato normal).

A multa sobre o fundo de garantia em caso de demissão sem justa causa também é menor: 20%, contra 40% nos contratos em geral. A renúncia total prevista com o programa é de R$ 10,6 bilhões em cinco anos. Para compensar essa perda de receitas, o governo havia proposto cobrar uma alíquota de 7,5% para o INSS sobre o seguro-desemprego. A ideia despertou críticas e forte resistência entre os parlamentares.

Sinal de alerta

    A reserva de R$ 1,5 bilhão deve sair da estimativa, do próprio governo, de redução de despesas com a Previdência em 2020. Apesar do acerto no Congresso, porém, a solução é vista com desconfiança por técnicos da área orçamentária e acendeu a luz amarela sobre o cumprimento das exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)                                                        A preocupação desses técnicos existe porque a LRF exige uma compensação pelo lado da receita em caso de novas renúncias. Isso significa elevar tributos, ampliar a base de cálculo ou criar novo imposto. A reserva orçamentária, por sua vez, é uma despesa. Por isso, a solução tem levantado questionamentos.

O Tribunal de Contas da União (TCU) emitiu alertas no passado em que advertiu o governo sobre o risco de descumprimento da LRF em caso de implementação de benefícios e renúncias sem a devida compensação. Esses alertas já levaram o governo a suspender, neste ano, benefícios tributários a empresas do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, justamente pela ausência de compensação. Na área econômica, em que já havia resistências anteriores ao lançamento do programa devido a seu custo elevado, o rumo das discussões também está sendo monitorado com atenção.

A avaliação é que a criação da reserva no Orçamento pode não ser suficiente para dar segurança às empresas de que seus benefícios serão concedidos nas contratações. A indefinição sobre qual seria a fonte de financiamento já vinha trazendo insegurança sobre a adesão ao programa nos primeiros dias do ano, enquanto a MP ainda tramita no Legislativo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (Colaborou Daniel Weterman)

Congresso aprova mínimo de R$ 1.031 em 2020, sem ganho acima da inflação

Esse valor ainda é uma previsão, porque o reajuste do salário mínimo é determinado por decreto presidencial, que costuma ser assinado nos últimos dias do ano.Até lá, o valor do mínimo ainda pode ser alterado, dependendo da previsão da inflação quando o decreto for assinado.Isso aconteceu no ano passado, por exemplo, quando o Congresso aprovou a previsão de R$ 1.006 para o mínimo em 2019, mas o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que estipulou o valor em R$ 998 no dia 1º de janeiro.

Governo já diminuiu previsão duas vezes

A previsão de valor do mínimo para 2020 já foi reajustada duas vezes pelo governo neste ano. Em abril, o governo enviou ao Congresso o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias com a previsão do piso nacional de R$ 1.040. Os parlamentares aprovaram o texto com esse valor em outubro, mas o governo já havia enviado o Projeto de Lei Orçamentária Anual ao Congresso prevendo um mínimo menor, de R$ 1.039.

Em novembro, porém, o governo fez nova revisão, diminuindo em R$ 8, para R$ 1.031. Segundo cálculos da equipe econômica, para 2020, cada R$ 1 a mais no salário mínimo eleva as despesas da União em cerca de R$ 320 milhões. O governo diz que a redução na projeção de inflação tem "impacto no valor do salário mínimo e consequentemente em benefícios sociais". Isso porque alguns desses benefícios levam em conta o valor do mínimo, como o reajuste das aposentadorias, por exemplo.

Soja: Preços em alta em Chicago e estáveis no Brasil, com dólar mais baixo

Os preços da soja registraram um novo dia de estabilidade no mercado brasileiro nesta terça-feira (17). Salvo algumas praças de comercialização, as referências se mantiveram sem variação no interior e portos do país. 

Em São Gabriel do Oeste, mato Grosso do Sul, a cotação subiu 1,32% para R$ 77,00 por saca, enquanto em em Pato Branco, no Paraná, o indicativo cedeu 0,63% para R$ 79,00. Já em Paranaguá, a soja disponível permaneceu em R$ 88,50 e R$ 87,30 em Rio Grande. Para a safra nova, R$ 86,50 e R$ 87,50, respectivamente. 

O ritmo dos negócios no Brasil segue um pouco mais lento se comparado às últimas semanas. Os preços se mostram em patamares um pouco mais baixos e acabam por afastar os vendedores. O dólar mais baixo - que nesta terça encerrou o dia com R$ 4,06 - também é outro fator que limita o interesse dos produtores neste momento, segundo explicam analistas e consultores. 

O que segue contribuindo para o suporte das cotações no mercado nacional são os ganhos na Bolsa de Chicago. Nesta terça-feira, os futuros da oleaginosa terminaram o pregão com altas de 4 a 6,75 pontos nos principais vencimentos. 

Assim, o janeiro/20 fechou o dia com US$ 9,28 e o março/20, US$ 9,40 por bushel.

BOLSA DE CHICAGO

Os traders, apesar de cautelosos, se mantêm otimistas diante da melhores relações comerciais entre China e Estados Unidos e o anúncio de um acordo, por ambos os países, para a fase um das negociações. Assim, o janeiro tinha US$ 9,27 e o maio, US$ 9,54 por bushel. 

"A soja tem se recuperado do movimento de venda de posições que foi observado no início deste mês, com os fundos cobrindo suas posições recém adquiridas. Seguimos o sentimento positivo e/ou experiência das atuais compras da China que podem fazer os fundos  a manterem esse movimento", diz Britt O'Connell, consultor do Commodity Risk Management Group. 

"Está havendo a construção de um cenário de alta para os preços da soja em Chicago", diz o analista de mercado Marcos Araújo, da Agrinvest Commodities. No entanto, ainda segundo ele, há uma série de perguntas que precisam ser respondidas para que o mercado defina, de fato, um caminho para as cotações no mercado futuro norte-americano.

"O período psicologicamente positivo - festas de final de ano) -, aliado a fatores fundamentais mais altistas - acordo EUA/China e retenciones na Argentina - pode levar as cotações futuras em Chicago a patamares mais elevados ainda", completa Cachia. 

Por outro lado, o analista acredita ainda que mercado interno da soja poderia se mostrar um pouco mais lento neste momento, "com muitos começando a entrar em férias coletivas". Além disso, com o dólar cedendo um pouco mais frente ao real e os prêmios ligeiramente pressionados no país, o ritmo de novos negócios, de fato, pode ficar um pouco mais devagar.

 

 


 Saúde


Você precisa repor a vitamina D? Especialista mostra como se expor ao sol sem riscos

Importante para a regulação do fornecimento de cálcio e fósforo ao organismo, atuando no bom funcionamento de ossos, intestino e rins, a vitamina D é obtida pelo corpo humano especialmente pela exposição solar. Ou seja, é comum pessoas receberem a recomendação médica de tomar sol depois de um check-up revelar uma taxa baixa dessa vitamina no corpo.

Mas qual é a melhor maneira de garantir a produção de vitamina D no corpo, sem correr o risco de adquirir um câncer de pele? De acordo com Ana Carolina Cherobin, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica do Hospital das Clínicas, a exposição ao sol segura deve acontecer antes das 10h e depois das 16h.

“Nosso país é tropical e recebe radiação ultravioleta na maior parte do dia e na maior parte do ano. Não há necessidade para que o paciente fique muito exposto ao sol para a produção da vitamina D. Como temos muitos casos de câncer de pele, é mais importante proteger a pele do que ter uma exposição sem controle em nome da vitamina D”, explica a médica.

Para as pessoas que têm maior risco de ter câncer de pele (veja abaixo), a orientação é de uma proteção da pele mais rigorosa (com roupas que cobrem a pele e protetor solar durante todo o dia) e encaminhamento para um endocrinologista para a reposição via oral de vitamina D. Isso vale também para as pessoas que possuem alguma dermatite ou alergia à exposição solar.

Em caso de exposição ao sol entre 10h e 16h, recomenda-se o uso de protetor solar e acessórios, como óculos escuros, chapéus e bonés. “No caso de exposição ao sol em momentos de recreação, como clubes e praias, deve-se passar protetor solar por toda pele de fator mínimo de 30 e repor a cada três horas”, diz a dermatologista.

Para os trabalhadores que se expõem ao sol durante todo o dia (como pedreiros, garis, motoristas, ambulantes, entre outros), a recomendação é de uso de roupas que cubram o corpo todo e de protetor solar. A legislação brasileira obriga que empresas que possuem funcionários expostos ao sol ofereçam o protetor a todos eles.

Conheça os fatores de risco de câncer de pele:

- Alguém na sua família tem ou já teve câncer de pele?

- Você já teve mais de seis queimaduras de sol durante a vida, daquelas em que a pele fica vermelha e ardendo?

- Tem muitas sardas ou mais de 50 pintas pelo corpo?

- Tem pele muito clara?

- Está com alguma ferida que não cicatriza?

- Possui alguma pinta no corpo que está se modificando, mudando de cor ou crescendo?

- Tem mais de 65 anos?

Combata a anemia, o diabetes e perca peso com esta vitamina de maçã e agrião

O agrião é um alimento rico em vitaminas A e C e minerais como Iodo e ferro. Por isso está especialmente indicado para tratar doenças como anemia, escorbuto ou para manter a saúde do organismo.

Igualmente, contém antioxidantes que ajudam a proteger o corpo de danos provocados pelos radicais livres relacionados ao estresse.


“Este suco depurativo, digestivo e diurético, de grandes benefícios pra o fígado, rins e o aparelho digestivo. O agrião contribui para diminuir o índice glicêmico do sangue, é uma ótima pedida para diabéticos e problemas de ácido úrico”, explica a página do Instagram @jugoscurativosparalasalud.

Lembre-se de consultar um nutricionista para que ele oriente você a atingir seus objetivos de maneira mais rápida. Aproveite a receita.

VITAMINA DE MAÇÃ E AGRIÃO: COMBATE O DIABETES E A ANEMIA, E AJUDA A EMAGRECER

Ingredientes

  • Um punhado de agrião
  • Três maçãs
  • Um pimentão verde
  • Uma beterraba
  • Meio copo de água

Preparação: Limpe os vegetais e corte-os em pedaços. Bata tudo em um liquidificador até que eles peguem uma consistência homogênea. Ponha em um copo e beba imediatamente.

Esportes


Conmebol define os confrontos da Copa Sul-Americana; veja quais são os adversários dos brasileiros

Torneio tem previsão de início para a primeira semana de fevereiro; a final é em 7 de novembro



A Conmebol definiu em sorteio realizado na noite desta terça-feira, em Luque, no Paraguai, os duelos da primeira fase da Copa Sul-Americana. Os seis representantes brasileiros na competição, por enquanto, são: Atlético-MG, Bahia, Fluminense, Fortaleza, Goiás e Vasco.

O torneio está previsto para começar na primeira semana de fevereiro. E a final está marcada para o dia 7 de novembro, mais uma vez em jogo único, no Estádio Olímpico de Córdoba, na Argentina.


Veja os demais duelos da primeira fase:


  • Bolívia 4 x Vasco*
  • Unión Santa Fe-ARG* x Atlético-MG
  • Nacional-PAR x Bahia*
  • Sol de América-PAR* x Goiás
  • Unión La Calera-CHI x Fluminense*
  • Independiente-ARG* x Fortaleza


Ao todo, 54 equipes participarão do torneio: 44 que começam a disputar desde a primeira fase, mais dez oriundos da Libertadores (oito terceiros colocados da fase de grupos + dois melhores eliminados na fase 3 da pré-Libertadores), que entram diretamente na segunda fase, quando haverá outro sorteio.

Por conta disso o número de brasileiros ainda pode aumentar.

Bolivianos ainda indefinidos

Das 44 equipes desta primeira fase, restam apenas definir quais serão os representantes bolivianos (Torneio Clausura ainda não terminou), que estão como Bolívia 1, Bolívia 2, Bolívia 3 e Bolívia 4.

Jorge Wilstermann, Nacional Potosí, Blooming, San José e Always Ready já têm pontuação suficiente para garantir vaga na Sul-Americana pela tabela acumulada do campeonato boliviano, mas dois deles ainda podem se classificar para a Libertadores.

Os outros três se juntarão ao Oriente Petrolero, único já confirmado na Sula por não alcançar mais pontuação para a Libertadores. A torneio na Bolívia termina no dia 29 de dezembro.


Veja os demais duelos da primeira fase:


  • Coquimbo Unido-CHI* x Aragua-VEN
  • Bolívia 2* x Emelec-EQU
  • Plaza Colonia-URU x Zamora-VEN*
  • Bolívia 1* x Melgar-PER
  • River Plate-URU x Atlético Grau-PER*
  • Fénix-URU* x El Nacional-EQU
  • Huracán-ARG x Atlético Nacional-COL*
  • Sportivo Luqueño-PAR x Mineros de Guayana-VEN*
  • Vélez Sarsfield-ARG* x Aucas-EQU
  • Bolívia 3 x Millonarios-COL*
  • Lanús-ARG* x Universidad Católica-EQU
  • River Plate-PAR x Deportivo Cali-COL*
  • Argentino Juniors-ARG* x Sport Huancayo-PER
  • Huachipato-CHI* x Deportivo Pasto-COL
  • Audax Italiano-CHI x Real Garcilaso-PER*
  • Liverpool-URU x Llaneros de Guanare-VEN*


       Contato:                                            Escritório:                                                                     Horário de Atendimento:                 Fone: +55 15 4141-9606                      Rua: Newton Prado, 206, apartamentos 03 e 04          Segunda a Sexta                               Fone: +55 15 4141-6379                      Centro - CEP: 18460-000 - Itararé- São Paulo              09:00 às 16:00.                                                                                                    GMH do Brasil © 2018